Depoimentos

Olá Ricardo,

"Uma festa de casamento é um negócio muito especial. Se toda festa é uma

celebração (aniversário, amizade, título do time de futebol), a festa de casamento tem

um elemento que a diferencia das demais: ela é uma celebração pra entrada em uma

nova fase da vida, um verdadeiro ritual de passagem. Nesse ritual de passagem,

temos dois personagens principais - um noivo, que na maior parte das vezes ainda

não se tocou do momento em que se encontra, e a noiva, que, contrariamente, vive

intensamente a construção da cerimônia e da celebração.

Pelas inúmeras vezes que já vi esta história se repetir, chego a achar que é natural

- a noiva começa a se casar uns seis meses antes, e o noivo é só ali, na porta da igreja

ou do cartório...

Bem, além destes personagens principais há outros, também muito importantes. Na

verdade, é a memória destes personagens, de suas lágrimas e sorrisos nestas poucas

horas de celebração, que vão tornar ainda mais inesquecíveis estes rápidos momentos

para o noivo e para a noiva. A festa do casamento tem tudo pra dar certo - as

pessoas estão felizes, há comida, há bebida. Então, pra que se preocupar com

quem vai tocar a música, ou mesmo com qual música vai tocar?

Eu pergunto e, já pedindo licença, respondo: isso faz toda a diferença do mundo!

Conhecemos o trabalho do Ricardo na internet. Já me chamou a atenção o fato do

cara ter a coragem (pachorra?) de dizer que trabalha só com vinil - quem tem mais de

trinta anos sabe, e se você que lê estas tortas linhas ainda desconhece, te digo: o

som é totalmente diferente do som digital.

O som do vinil é mais rico, denso. Ele é um som mais bonito, pra dizer numa palavra. Fomos, então, ao seu apartamento, pra ver se (quem casa, sabe), mais uma vez não estavam nos oferecendo gato por lebre. Não preciso nem dizer que, de cara, já impressiona o incrível acervo do sujeito, e o carinho que ele tem ao falar de seus discos e de sua música - fazer seu trabalho com amor é um grande diferencial. Bem, negociamos o preço, fechamos negócio.

Alguns dias antes do evento, uma passadinha pra fechar os últimos detalhes, e finalmente, a festa.

Nós não demos muito pitaco no repertório - o Ricardo manja muito do que faz, e todo o som que ele nos ofereceu foi do nosso gosto.

De qualquer jeito, fomos pra festa basicamente com som dos anos 70 e 80, e... foi simplesmente sensacional! Sem qualquer favor, depois que a pista de dança abriu, ela sempre - sempre! - foi "o" lugar da festa. As pessoas simplesmente não saíam da balada, e foi naquele espaço, em que o Ricardo viu e sentiu o pulsar da galera, que as pessoas sorriram,cantaram, beberam, choraram e, principalmente, dançaram.

Sei que parece exagerado, mas a música, em nossa festa de casamento, foi o que ela deve ser: algo pra fazer as pessoas felizes.

Felizes, então, nos despedimos, e agradecemos. Deixamos também um obrigado à incansável Luise, que tanto fez pra que toda nossa festa corresse perfeita e harmoniosamente bem.

Um excelente trabalho, que, sem dúvida, recomendamos.                                           Grande abraço,

                                                                                                                                       Fernanda e José